Qual o impacto do clima organizacional no sucesso do negócio?


Pessoal o texto abaixo foi escrito por Juliana Oliveira da Robert Half e eu reputo que este tem tem fundamental importância nas organizações sempre. Empresas que tem clima organizacional deteriorado tem colaboradores com baixa performance e resultados desastrosos.

boa leitura a todos,

Não é novidade que o mercado está em constante transformação e que as empresas precisam se adaptar a tendências e mudar suas estratégias de gestão para se manter competitivas. Nesse sentido, é importante que elas acompanhem as mudanças sobre o clima organizacional, entendendo como essa variável tem ganhado importância para o sucesso dos negócios.

A preocupação com a cultura e clima organizacional de uma empresa não é algo novo no mercado. Afinal, aquelas que conseguem estabelecer um ambiente de sucesso se tornam casos estudados e criam uma imagem mais positiva no mercado de trabalho, o que atrai talentos para a organização. Além disso, são garantidos diversos outros benefícios que influenciam em sua competitividade.

Entretanto, para que isso aconteça na sua empresa, é preciso entender como desenvolver uma estratégia eficiente levando em consideração os objetivos e necessidades do seu negócio.

Pensando nisso, apresentamos, neste artigo, as principais informações sobre o clima organizacional, sua importância, benefícios e como criar uma estratégia eficiente para a sua empresa. Acompanhe!

O que é clima organizacional?

O clima organizacional está inteiramente relacionado com a cultura da companhia. As políticas e práticas organizacionais imprimem sua realidade aparente que é interpretada pelos funcionários refletindo o grau de satisfação dos mesmos em relação a companhia.

Em outras palavras, o clima reflete do estado de ânimo dos funcionários, envolvido por uma atmosfera psicológica na relação empresa e funcionário.

Para formar esses sentimentos, os profissionais avaliam diversas características do ambiente, como:

  • benefícios;
  • comportamento de outros profissionais, principalmente líderes e pares;
  • estilo de liderança;
  • ferramentas de trabalho;
  • carga horária;
  • metas e desafios.

Todos esses fatores influenciam na forma como os profissionais trabalham e executam suas atividades. Por esse motivo, o clima organizacional impacta diretamente os indicadores de desempenho da empresa, como rotatividade, motivação, engajamento e produtividade.

Para não haver ruídos entre o que “escrito e o praticado” nas empresas é importante que haja coerência em suas estratégias e em suas ações. A gestão de pessoas de toda a empresa, isto é, seus líderes, deve estar alinhada às diretrizes organizacionais e ter congruência.

Além disso, é importante entender que o clima interno é um organismo vivo e muda constantemente, afinal, a forma como os vendedores enxergam o ambiente durante a Black Friday não é a mesma que num dia comum no meio da semana, certo? Por esse motivo.

Neste sentido, seu acompanhamento deve ser feito de forma constante pelos responsáveis, por sua medição, exemplo, através de pesquisas de clima periódicas, preferencialmente aplicadas por empresas especializadas, para que os funcionários se sintam à vontade para participar e responder de forma sincera e assim os resultados sejam de fato genuínos. 

Por fim, é importante saber que os aspectos do clima organizacional são traduzidos pelos proprietários, acionistas e líderes da organização. Esses profissionais são os principais responsáveis por transmitir a visão, missão e valores do negócio, que formam a cultura e impactam nesse indicador.

A área de Recursos Humanos (RH) também apresenta um papel importante em sua formação, uma vez que é a responsável por seu acompanhamento, propor planos de ação e por fazer a gestão dos colaboradores — envolve definir benefícios, carga horária através de comunicação clara e transparente, apoio ao desenvolvimento profissional e oportunidades de carreira dos funcionários, e outros itens que são considerados pelos profissionais na avaliação do ambiente.

Qual sua importância?

Como falamos, o clima organizacional impacta os indicadores de resultado dos profissionais e, consequentemente, influencia os resultados do negócio no mercado. Um clima positivo motiva os colaboradores e faz com que eles aumentem sua produtividade, se engajem nos desafios e contribuam para a superação mais facilitada dos desafios do negócio. Um bom clima organizacional favorece crescimento e oportunidades mútuas, aos funcionários e à empresa.

Nesse sentido, um clima organizacional ruim gera o resultado oposto. Nele, os profissionais não se sentem motivados, seu potencial é desperdiçado, os indicadores de resultado são problemáticos e, consequentemente, a empresa reduz sua competitividade no mercado.

Além disso, é importante lembrar que a visão interna dos profissionais sobre uma empresa pode ser levada ao mercado, principalmente por ex-colaboradores e pesquisas de satisfação feitas por organizações externas.

Essas informações podem fazer com que talentos busquem o negócio ou fujam de suas oportunidades em aberto — o que impacta os custos e eficiência de seu projeto de recrutamento e seleção.

Qual a diferença entre clima organizacional e cultura corporativa?

Muitos profissionais confundem o clima organizacional e a cultura corporativa, acreditando que eles são a mesma coisa. Apesar de similares, o segundo é formado pelo primeiro e eles não podem ser vistos como sinônimos pela gestão. Isso acontece porque:

  • cultura: são as normas, procedimentos, regras, valores, processos, ética, políticas de comportamento para os profissionais seguirem;
  • clima: sentimentos formados pelos colaboradores com base na cultura e outros fatores da gestão.

Por mais que algumas empresas tentem copiar aspectos da cultura de outras, principalmente de concorrentes e organizações que são referência em clima organizacional, a prática não é recomendada e tende a não ser efetiva. Isso porque cada ambiente é único e deve ser construído conforme os objetivos da gestão e o perfil dos profissionais contratados.

Quais os benefícios de ter um bom clima organizacional?

Conforme apontamos acima, existem diversos benefícios em ter um clima organizacional bem estruturado e positivo. Discorremos melhor sobre 5 deles a seguir!

1. Aumento da produtividade

Profissionais que gostam do clima organizacional tendem a produzir mais e com maior qualidade, entregando melhores resultados para a empresa. Além disso, eles costumam errar menos, porque estão mais engajados com os desafios do negócio.

2. Redução de custos

Ao apresentar um clima organizacional positivo, a empresa tende a reduzir sua taxa de turnover — ou rotatividade —, que representa um dos indicadores de maior custo para o negócio.

Normalmente, quando é necessário contratar com muita frequência, o time reduz sua produtividade, há perdas monetárias e investimentos de capacitação são exigidos — tudo isso apresenta custos.

3. Facilidade no recrutamento e seleção

Como falamos, empresas que têm um clima positivo criam uma imagem atrativa no mercado de contratação, fazendo com que os talentos e profissionais procurem por suas vagas e se interessem pelas posições em aberto. Isso facilita o processo de recrutamento e seleção atraindo pessoas que se identificam com a empresa.

4. Aumento de valor percebido pelo mercado consumidor

Os consumidores finais valorizam empresas que apresentam cultura e clima organizacional positivo. Nesse sentido, quando isso é reconhecido pelo mercado, por meio de prêmios como o GPTW (Great Place to Work, ou Ótimo Lugar para se Trabalhar, em tradução livre), o negócio melhora sua imagem com seu público-alvo.

5. Ganho de competitividade

Por fim, ao desenvolver um clima organizacional de sucesso e ser premiado por isso, a empresa passa a ser exemplo e usada como benchmarking de estratégia por outras organizações. Isso, somado aos fatores anteriores, aumenta a competitividade do negócio, garantindo melhor performance no mercado.

Como desenvolver uma estratégia eficiente no meu negócio?

Para desenvolver uma cultura de qualidade no seu negócio, o primeiro passo é compreender que cada ambiente funciona melhor de uma forma e que o ideal é não tentar copiar outras organizações.

O mais correto é realizar uma pesquisa de clima organizacional, identificando quais aspectos e fatores influenciam nesse indicador e como a empresa pode adotar ações que melhorem seu resultado.

Além disso, é importante acompanhar as tendências do mercado em termos de benefícios, planos de carreira e outros fatores que influenciam na avaliação dos colaboradores. Os próprios prêmios podem ser estudados para entender como elas conseguiram criar uma estratégia eficiente dentro de suas equipes.

Para que o clima seja construído de forma eficiente, o RH deve estar aberto a ouvir os colaboradores, ter orçamento para investir em mudanças e contar com a participação de líderes e figuras da alta diretoria.

Texto original: Juliana Oliveira é Especialista em Recursos Humanos na Robert Half

Mauricio A. de Paula

http://www.treasurybusiness.com.br

e-mail: mauricio@tresurybusiness.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s